Sérvulo Esmeraldo

Linguagens múltiplas

Image-empty-state.png

Curadoria

Vinícius Marangon

Período

13 mar > 1º jun 2019

Local

IAC | Muba
Doutor Álvaro Alvim, 76, São Paulo

Apoio

Ministério da Cultura, Itaú
Centro Universitário Belas Artes de São Paulo, Museu Belas Artes de São Paulo, Instituto de Arte Contemporânea

Artistas na exposição

Sérvulo Esmeraldo

O IAC – Instituto de Arte Contemporânea e o MUBA apresentam a exposição "Sérvulo Esmeraldo: linguagens múltiplas". Nascido no Crato, Ceará, o artista completaria 90 anos em 27 de fevereiro de 2019. Tendo vivido em Paris entre 1957 e o final dos anos 1970, a mostra apresenta os processos desenvolvidos pelo artista durante esse período e destaca distintas facetas criativas de Sérvulo Esmeraldo. Tais pesquisas o levaram à experimentação em vários suportes como a gravura, o desenho, a pintura, a escultura e objetos de natureza criativa e inventiva. Das investigações amplamente aprimoradas com meios e técnicas, Sérvulo produziu o conceito dos ‘excitables’ por meio dos quais a necessária participação do público “aciona” a obra colocando tais trabalhos no âmbito da arte cinética. A exposição tem curadoria de Vinícius Marangon, membro do Grupo Experimental de Curadoria do IAC criado e coordenado por Marilúcia Bottallo. Nela serão apresentados projetos, maquetes, desenhos, esculturas, esboços, pinturas, gravuras e matrizes que darão ao público do IAC a oportunidade de conhecer um pouco mais Esmeraldo, um artista inquieto, pesquisador, original e fundamental para a compreensão da arte produzida no período. Sobre a curadoria O Grupo Experimental de Curadoria foi criado com a intenção de permitir que os colaboradores do Instituto de Arte Contemporânea, que convivem com as coleções no seu dia-a-dia, possam contribuir com um olhar pessoal buscando revelar aspectos inusitados e estimulando novos olhares sobre os arquivos de artistas. Gerar conhecimento a partir das coleções e fundos abrigados no IAC é parte da missão institucional. O Grupo Experimental de Curadoria pretende colaborar com tal tarefa por meio de um Programa que estimula um olhar amplo sobre as coleções e sobre o próprio processo de gestão de coleções. Marilúcia Bottallo é museóloga e coordenadora do Núcleo de Documentação e Pesquisa do IAC. Vinícius Marangon é pesquisador e membro do GEC desde sua criação. O IAC, por meio do GEC já apresentou ao público as seguintes mostras: Construtivos no IAC; Hermelindo Fiaminghi: Pensamentos Compostos; e Luis Sacilotto: Formas em Movimento, essa última, em parceria com a Casa do Olhar Luis Sacilotto de Santo André.

Image-empty-state.png
 
...